Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Lesões da Cartilagem do Joelho

O que é a cartilagem?

  • Formada por:

  • Condrócitos (5% do tecido) - sintetizam os diversos tipos de colágeno e agrecan;

  • Matriz extracelular (90%). Formada principalmente por água (75%) e macromoléculas, como o colágeno (principalmente o tipo II), proteoglicanos, proteínas não colagenosas e glicoproteínas;

  • As fibrilas de colágeno tipo II proporcionam a manutenção da integridade estrutural e resistência à tração e ao corte da cartilagem articular;

  • Os proteoglicanos atraem água e levam à sua retenção, tornando a cartilagem resistente à pressões e choque, daí seu papel como amortecedor;

  • A cartilagem articular é avascular e sem nervos;

  • Seu suprimento de oxigênio se dá pelo líquido sinovial;

  • A lesão da cartilagem constitui uma grande desafio para o cirurgião ortopédico em razão do baixo potencial de recuperação e cicatrização, além do elevado grau de desconforto.

Lesões Condrais ao nível do joelho

  • O joelho é formado por duas superfícies articulares: tibiofemoral e patelofemoral;

  • O compartimento lateral e medial da articulação tibiofemoral e a articulação patelofemoral foram os três compartimentos do joelho, que são envolvidos pela cartilagem articular hialina;

Fonte: Universidade de São Paulo, 2012

  • As lesões de cartilagem ao nível do joelho podem ocorrer devido a episódio metabólicos, genéticos, vasculares e/ou traumáticos advindo de evento pontual devido ao excesso de carga ou episódio cíclicos de baixa magnitude;

  • Podem ser subdivididos de acordo com a espessura acometida:

  • Microlesão;

  • Lesão condral;

  • Lesão Osteocondral (principalmente devido a causa traumáticas quando episódio agudo);

  • Segundo Widuchowski et al (2007), cerca de 60% das operações de joelho analisadas contavam com lesões condrais. Dessas, cerca de 70% era de lesões de cartilagem associadas a outros tipos de lesões, como a ruptura do menisco medial (42%) e ruptura do ligamento cruzado anterior (36%);

  • A superfície articular da patela e o côndilo femoral medial foram as localização mais frequentes.

Fonte: UNICAMP, 2018.

Diagnóstico

  • Ressonância Nuclear Magnética: melhor técnica de imagem disponível para o estudo de lesões de cartilagem, devido seu excelente contraste de partes moles. Permite visualizar espessura, morfologia e volume da cartilagem e o osso condral.

Fonte: CAVALCANTI FILHO et al, 2012

  • Artroscopia: exame padrão-ouro para diagnóstico das lesões intra-articulares do joelho. Permite palpar, localizar e classificar.

Fonte: CAVALCANTI FILHO et al, 2012

Tratamento

  • Conservador: primeira abordagem para tratar os sintomas de lesão da cartilagem. Preconiza-se a fisioterapia e medicamentos para alívio da dor como analgésico e anti-inflamatórios não esteroidais (AINES);


  • Cirúrgico:

Fonte: CAVALCANTI FILHO et al, 2012


E NÃO SE ESQUEÇA!!! 👇🏼👇🏼👇🏼👇🏼

Em caso de necessidade consulte seu ortopedista.

Boa saúde e desempenho! 😉👨🏼‍⚕️🤩👩🏾‍⚕️🤗